Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Étnicas’ Category

Penne do Franny’s, by Mel

Nossa super colaboradora novaiorquina Melissa Setubal voltou com mais uma receita deliciosa para nós. Além de escrever aqui no Mona, a Mel tem um blog super legal chamado “Delicioso Ano Novo”. Vocês já conhecem? Não? Então passem lá e vejam que ideia boa e nutritiva ela teve. 🙂 Mel, sou sua fã!

.

.

Franny’s é o meu restaurante favorito aqui em NYC, e tem muitas razões para isso. A primeira é que fica aqui do lado de casa. A segunda é que é italiano e com uma pizza sensacional (a Bianca, sem tomate, é a melhor do mundo!). A terceira é que eles primam por usar ingredientes de altíssima qualidade, orgânicos e locais (a parte de trás do cardápio é dedicada a descrever a origem cada um dos ingredientes usados no restaurante). A quarta é porque sempre sou atendida por gente muito simpática, competente e, volta e meia, por um garçon gato (juro que tem um que é a cara do Rodrigo Hilbert).

Mel, desculpa, eu não resisti! 🙂

Um dia, levei uma amiga que veio me visitar do Brasil lá, e ela resolveu experimentar uma das massas, ao invés da pizza. Ela gostou tanto que resolvi experimentar uma garfada, e confirmei que realmente estava delicioso. E hoje, percebi que tinha os ingredientes certos para tentar reproduzir essa receita em casa, e ficou muito bom!

Você começa por escolher uma massa penne de qualidade, grano duro, integral (ok, pode não ser, mas fibra nunca é demais), e depois cozinhando até ficar al dente. Reseve um pouco da água do cozimento.

Compre uma linguiça italiana, daquelas bem temperadas e picantes, sem muita gordura, com carne de qualidade (acho que você consegue encontrar em lojas com produtos gourmet). Corte em meia-lua.

O outro ingrediente é o bulbo de erva-doce, que dá a textura e sabor especiais a esse prato. Fatie fino e solte as camadas (como de uma cebola), cortando-as do tamanho do penne.

Comece esquentando um pouco de azeite numa frigideira grande e refogando um pouco de cebola picada bem pequeno. Acrescente a linguiça e frite até ganhar um pouco de cor. Acrescente o bulbo de erva-doce fatiado, temperando com sal, pimenta-do-reino e tomilho. Refogue até murchar um pouco da erva-doce, mas que ela ainda fique meio crocante. Acrescente o macarrão e um pouco da água do cozimento para formar uma espécie de molho, mas sem ficar enxarcado.

Sirva em um prato fundo, decorando com salsinha picada, um fio de azeite e um pouco de parmesão ou peccorino ralado na hora. Um bom vinho tinto cai muito bem junto! Mangia bene!!!

.

.

Read Full Post »

arroz de frango ao curry

Essa é uma dessas receitas de um prato só. Eu adoro, pois não dá trabalho de fazer acompanhamento.  Amo curry e como grávida as vezes me bate uma vontade louca de comer essas coisas mais temperadas, sabe?   🙂

IMG_0612

Daí que ontem, para acompanhar uma partida de buraco, fizemos lá em casa esse arroz indiano que é uma receita fácil e gostosa que a Diana me ensinou.

IMG_0609Para começar, corte uns 2 peitos de frango em tiras e tempere com limão (usei siciliano, mas pode ser o normal), gengibre ralado e sal. Enquanto o frango pega tempero, pique um pimentão amarelo e bastante coentro. Pronto, a parte ‘dífícil’ está feita, agora é só colocar o frango para refogar. Quando ele der aquela ‘chorada’, joga o curry e mexa bem…  Quando o frango começar a dourar, mistura o pimentão e o coentro e deixa mais um pouquinho; em seguida, tasca leite de cocô.  Abaixe beeem o fogo e deixa apurar por alguns minutos com a panela tampada. (Eu usei a panela wok, mas pode ser uma a tradicional que também dá certo)

O arroz você faz, normalmente, numa panela separada. Antes de servir é só misturar os dois, colocar um pouco de coentro fresco em cima e tá pronto! DELICIOSO, acreditem!

Ah, nessa receita usamos 2 xíc. de arroz e 4 pessoas comeram bem, mas ficou com gostinho de quero mais no final!

Dica da Mona: usar arroz de jasmin também fica uma delícia! ontem não tinha, então usei arroz normal.

.

Read Full Post »

985chilly_pepperComida mexicana é muito simples de fazer e deliciosa.

Primeiro, porque ‘nesse mundo globalizado e capitalista em que vivemos’ (hehe), encontramos pronto nos supermercados a parte mais complicadinha da culinária mexicana: os tacos, nachos e derivados. Até o temperinho pronto para a carne moída (que tem como base principal o cominho) vem junto da caixinha mágica.

IMG_0489

tudo isso por menos de R$20,00!

Fora isso e os Doritos, o resto é mesmo muito simples e baratinho: tomate, cebola, abacate, pimentão, alho, salsa, coentro, limão, cheddar e creme de leite. E, claro, a pimenta!

Tenho um livro muito bacana, com fotos lindas, presente de uma grande amiga e fonte de inspiração constante na minha cozinha chamado ‘Cozinhando para amigos’, da Heloisa Barcellar. E foi dele que tiramos a maioria das receitas para a noite das muchachas… hehe

Não sei se já disse, mas adoro cozinhar como a Ana Maria Braga. Deixo tudo cortadinho em potes organizados e depois vou seguindo a ordem da receita, como num programa de TV mesmo! Para a comida mexicana funciona muito bem, já que a maioria das ‘salsas’ são meio como um vinagrete, é só misturar tudo que tá pronto! Decidimos fazer 5 tipos de salsa, segue aí os ingredientes:

IMG_0483Chile con queso – alho(1 dente), 6 tomates beeem maduros, 200 g de cheddar ralado grosso (pode ser o cremoso, mas fica melhor com o mais consistente), 1 xícara de cr. de leite fresco, 2 pimentas vermelhas picadinhas.

Guacamole – um abacate beem maduro, 2 tomates, 1 cebola, coentro, 1 limão.
Salsa de milho – 1 xc milho verde, 1 pimenta dedo de moça, 1/2 pimentão vermelho, coentro.

Pico de gallo – 4 tomates beeem maduros, 1 pimentão verde (trocamos pelo amarelo), 1 dente de alho, coentro.

Sour Cream – 1xc creme de leite fresco, suco de uns 3 limões.

Apenas o ‘chile con queso’ vai ao fogo. Refoga o alho na manteiga, joga os tomates, deixa secar um pouco, depois o cheddar, a pimenta e o creme de leite. Pronto e divino!

Os mais chatinhos de acertar no ponto são o chile con queso e o sour cream. A minha dica é usar o cheddar ralado no primeiro e bater beeeem o creme de leite do sour cream, antes de colocar o suco de limão (e levar ao freezer para ficar mais durinho).

O restante é só misturar mesmo. O campeão de elogios da noite foi a salsa de milho, super levinha e refrescante! A decepção foi mesmo o Pico de Gallo, que imaginei ser bem mais forte e marcante. Mas aí vai a minha dica: leve tudo ao fogo e com bastante pimenta! Vai apurar mais o sabor e deixar o molho mais spicy.

Tudo pronto, é só servir: de entrada,  as salsas com o doritos. Como prato principal, os tacos e softs tacos. Prepara a carne moída com o temperinho pronto da embalagem de tacos, rala uma mussarela, corta umas alfaces e cada um monta o seu ‘sanduíche mexicano’ com os molhos que preferir!

mexican

Para acompanhar, um papo feminino bem caliente regado a boas doses da marguerita jogadora da Lili!!

Read Full Post »